terça-feira, 15 de junho de 2010


teimosa,
como nenhum outro ser vivo foi capaz de ser.
Sentimental e chorona do inicio ao fim do meu viver. Confio e me apego com facilidade extrema a tudo e a todos, mesmo sem querer, mesmo sem poder.
Idêntica e intensivamente diferente. Mantenho atitude e ideias singulares, impossíveis de serem modificadas ou se quer reconstruídas por tentativas alheias.
Decidida; tudo o que se começa, se termina. Tudo o que não se deve terminar, jamais é começado.
E por fim: defeitos e qualidades fazem parte da minha realidade. Em busca da perfeição para nunca viver em vão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário