quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Pensei que você também era um anjo, o meu anjo.


Voo pra um lugar acima dos meus sonhos, onde nada pode me ferir, fujo com medo dele, eu tenho medo de chorar outra vez, de me ferir como eu já me feri, foi tão forte que quase perdi o foco. E eu peço por favor não me segure aqui, onde os lugares ficam preto e branco, eu grito pela liberdade, eu nasci pra ser livre, não nasci pra ser de alguém, só lhe peço que me solte e me deixe voar como mereço. Por muitos momentos pensei que você também era um anjo, o meu anjo. Onde eu gostava de andar pelas ruas e perguntava coisas estúpidas, eu amava aquilo, eu me envergonho de não querer mais tudo o que você também quer. Mas eu não posso estar aqui.
Minhas assas estão fechadas a muito tempo, a noite elas se chaqualham com o puro desejo de sentir outra vez o vento sobre delas, e eu só olho pra noite, um olhar triste... Eu quero ser o que está destinado pra eu ser. Eu sou um anjo se lembra? Então por que ainda está me segurando?


os dias passam devagar, a noite me diz que você não vai voltar. os móveis saem do lugar, eu corro o mundo e não consigo te alcançar… sem você meu rádio fica mudo, minha tv fica sem cor, meu violão fica sem som. sem você meu corpo não reflete mais no espelho, minha casa cai, sem você eu perco o chão… então me aceite como eu sou, não me peça pra mudar essas manias que você já perdoou. eu vou levando a vida, ah! e vou tentando disfarçar, mas vou deixar a porta do meu quarto aberta caso você queira voltar. ?

Ele olhou pra mim sorrindo sem jeito e me perguntou.
- O que você acha do amor?
Foi uma simples pergunta. Mas a tal fez um estrondo dentro de mim que nem eu estava esperando, olhei para a paisagem bonita, senti que ele estava esperando minha resposta, eu só não queria dar uma resposta clichê, muito menos uma resposta vaga. Eu queria dizer o que REALMENTE eu achava do amor.
Eu queria dizer que: É o sentimento mais importante na vida de alguém, e que sem ele eu não poderia ver as pessoas com bons olhos, sem ele nós não iríamos ter a razão para dar o perdão, e que a compaixão não iria ser a mesma sem o Amor, o amor é a razão pela qual eu luto todos os dias para não desistir, sentir amor por alguém é maravilhoso, claro, eu amava minha família, mas certos sentimentos de amor são drasticamente diferentes. Ainda sim, sabendo da minha convicção pelo amor, não o meu achismo, mas, eu tinha certeza do que era o amor, pelo menos para mim. Eu esperei alguns segundos antes de olhar em seus olhos e simplesmente disse.
- Eu não acho... Eu sinto.

Se ama, tem confiança, nem tudo que nós vemos é o que parece ser. Então espere pelas respostas.


- Eu acredito em você - ela disse -, assim como acredito em tantas outras coisas. E então o que você quer que eu faça? - Completa impaciente.
Ele a observa, notando como seus olhos estão magoados.
- Que perdoe-me. - Responde quase suplicante.
O Clima frio faz do quarto um pouco sinistro ou um tanto melancólico, ele está sentado na cama de frente para ela, a janela revela a chuva constante. Ela observa a janela como se por alguns segundos quisesse fugir pela tal. Ele observa sua garota como se quisesse implorar desesperadamente o seu perdão.
- Eu não posso te perdoar. - Diz ela por final.
- Porque não. - Ele quase grita.
- Porque isso doí ainda! - Ela grita - Quando não doer mais eu o perdoo, por agora eu sinto muito.
Ele olha para ela, os olhos cheios de densas lágrimas, as lágrimas do arrependimento. Ela olha para ele com dor, e vê em sua frente o cara que sempre amou, mesmo depois de o vê com outra menina, se machucou. Mas ela não compreendeu que, a tal menina que o agarrou.
Portanto agora, feriu-se, disse palavras horríveis para ele, que inconformado saiu de casa em plena tempestade, para tentar esclarecer as coisas. Mas a dor pela própria visão dele com outra que a machucou tanto. E agora ela e ele não sabem mais como passar por um simples desentendido.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Olhe, não fique assim não.. vai passar. Eu sei que dói. É horrível. Eu sei que parece que você não vai agüentar, mas agüenta. Sei que parece que vai explodir, mas não explode. Sei que dá vontade de abrir um zíper nas costas e sair do corpo porque dentro da gente, nesse momento, não é um bom lugar para se estar.
Dor é assim mesmo: arde, depois passa. Que bom. Aliás, a vida é assim: arde, depois passa. Que pena. A gente acha que não vai agüentar, mas agüenta as dores da vida. Pense assim: agora tá insuportável, agora você queria abrir o zíper, sair do corpo, encarnar numa samambaia, virar um paralelepípedo ou qualquer coisa inanimada, anestesiada, silenciosa. Mas agora já passou. Agora já é dez segundos depois da frase passada. Sua dor já é dez segundos menor do que duas linhas atrás.
Você acha que não porque esperar a dor passar é como olhar um transatlântico no horizonte estando na praia. Ele parece parado, mas aí você desvia o olho, toma um picolé, lê uma revista, dá um pulo no mar e quando vai ver o barco já tá lá longe.
A sua dor agora, essa fogueira na sua barriga, essa sensação de que pegaram sua traquéia e seu estômago e torceram como uma toalha molhada, isso tudo - é difícil de acreditar, eu sei - vai virar só uma memória, um pequeno ponto negro diluído num imenso mar de memórias. Levante-se daí, vá tomar um picolé, ler uma revista, dar um pulo no mar. Quando você for ver, passou.
Agora não dá mesmo pra ser feliz. É impossível. Mas quem disse que a gente deve ser feliz sempre? Isso é bobagem. Como cantou Vinícius: "É melhor viver do que ser feliz". Porque pra viver de verdade, a gente tem que quebrar a cara. Tem que tentar e não conseguir. Achar que vai dar e ver que não deu. Querer muito e não alcançar. Ter e perder. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e dizer uma coisa terrível, mas que tem que ser dita. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e ouvir uma coisa terrível, que tem que ser ouvida. A vida é incontornável. A gente perde, leva porrada, é passado pra trás, cai. Dói, ai, eu sei como dói. Mas passa.
Tá vendo a felicidade ali na frente? Não, você não tá vendo, porque tem uma montanha de dor na frente. Continue andando. Você vai subir, vai sentir frio lá em cima, cansaço. Vai querer desistir, mas não vai desistir, porque você é forte e porque depois do topo a montanha começa a diminuir e o unico jeito de deixá-la pra trás é continuar andando.
Você vai ser feliz.
Tá vendo essa dor que agora samba no seu peito de salto de agulha?
Você ainda vai olhá-la no fundo dos olhos e rir da cara dela. Juro que tô falando a verdade.
Eu não minto.
Vai passar.

Rose: Eu amo você.
Jack: Nada disso, nada de despedidas, ainda não, entendeu?
Rose: estou com tanto frio!
Jack: Escute Rose, você vai sair daqui, continuará viva, terá filhos, e vai ve-los crescer, voce vai morrer bem velha, quentinha numa cama, não aqui, não esta noite, não desse jeito, entendeu?
Rose: Eu não sinto meu corpo.
Jack: Rose, ganhar a passagem foi a melhor coisa que me aconteceu. Porque me trouxe ate você. E fico grato por isso rose, fico grato. Voce precisa me dar esta honra, precisa prometer que vai sobreviver, que não vai desistir não importa o que aconteça, por mais desesperador, pometa isso agora Rose e nunca desista de cumprir essa promessa.
Rose: Eu prometo.
Jack: Nunca desista.
Rose: Não vou desistir Jack, não vou desistir.

Remember .

Lembra quando eu jurei que nunca desistiria da batalha pra ter você? Então, acho que tudo que eu fiz, tudo que eu senti não foi suficiente, você acabou com tudo. Sabe o que eu sinto da vida? Vergonha. Se eu pudesse escolher um lugar pra estar agora, com toda certeza de que não seria aqui. Todo orgulho de lutar por ti, acabou no momento em que eu te vi sorrir. Sorrir por estar indo embora. As tuas palavras doces, se tornaram frias e sem sentido. Foi como se um buraco se abrisse diante dos meus pés. Foi como se eu visse apenas uma coisa fria e preta batendo dentro de mim, o meu coração. Você acabou com qualquer esperança de carinho, afeto, de paixão, de amor. Você acabou com tudo que eu achava sobre você. Você mostrou que na verdade, era quem eu menos esperava que fosse. Mais um garoto frio e sem coração que existe nesse mundo. Você mostrou que tudo que eu vivi nesses últimos meses, anos, não passava de uma mentira e então eu entendi, que o amor é completamente ilusório. Que apenas algumas pessoas são fortes o bastante para senti-lo. Meu coração será pra sempre de alguém que nunca deu valor pro meu amor, que nunca deu valor pra mim. E eu que tinha tanto medo de acordar desse sonho, estou passando pelo pior pesadelo. Era tão fácil, quando eu era mais nova, onde os meus sonhos eram com os anjos, e do que eu mais tinha medo, era do bixo papão, do homem do saco. Hoje eu tenho medo de coisa pior. Hoje eu tenho medo do amor. Descobri que tudo que um dia eu pensei, que tudo que um dia eu te falei sobre o teu amor, é verdade. E hoje eu não tenho mais dúvidas, meu coração se quebrou. E como um cristal, nunca mais será igual. Me sinto vazia, ainda sinto o frio das tuas palavras e vejo letra por letra toda vez que fecho os olhos. Quando deito, só aumenta meu desespero, vou reencontrar você, segundos depois, em sonhos. Vamos viver um lindo amor, e quando acordo, volto para o pesadelo. Volto para a vida real. Tudo o que eu nunca quis, aconteceu. Você feriu o que eu mais venerava, meu amor por você.