sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Sou a maior fã da sua vida II.

- Eu preciso ir embora. Estou cheio de dores, me permite te deixar?
O poder de me fazer sorrir, de me fazer pular de alegria, de me deixar tranquila... Era o poder de me fazer chorar, de me fazer cair no chão, e de me deixar desesperada.
- O que esta pensando, Caio?
- Que estou morrendo.
- Por que tá dizendo isso?
- Eu estou totalmente fraco. Mas não quero falar isso... Quero falar algumas coisas, sobre você, sobre mim, sobre nós, sobre a vida.
- " A perfeita menina, dos meus sonhos... Da minha alegria, do jeito de me deixar feliz, a única que pode me afetar... Os gestos iguais a de uma deusa. " - Ele disse - Destinguir você, seria egoísmo com a sua belesa interior e exterior. Eu aprendi a viver demais com você Ana Clara, aprendi a ser feliz, mesmo nos momentos mais tristes... A vida pode me tirar de perto de você - Ele começou a tossir - Meu coração pode fraquejar agora... Ou daqui um minuto, mas dentro dele, estará você. E eu queria poder dizer que... Ele sempre baterá por você.
- Eu te amo, eu te amo... - Abracei ele. - O que está acontecendo?
- Pega aquela mochila ali... E dentro do bolsinho menor, tem uma carta pra você. Eu sabia da data da minha morte... Eu sabia sim, mas nao queria lhe contar. Tentei prolongar ao meu máximo, tentei sorrir por você. Mas chegou minha hora... - Ele fez carinho no meu rosto. - Leia depois essa carta. - Ele sorriu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário